Câncer de pele: a importância do diagnóstico precoce

O câncer de pele é o tipo de câncer mais frequente na população, correspondendo a cerca de 25% de todos os tumores malignos registrados no Brasil. Mas quando detectado precocemente, apresenta altos percentuais de tratamento e cura.

As peles mais claras são as que sofrem mais com a exposição solar inadequada e, portanto, as mais suscetíveis a este tipo de câncer.

Cada vez mais, temos diagnosticado no consultório casos de câncer de pele. E o que mais me preocupa é que acabamos descobrindo o problema casualmente, quando o paciente nos procura não para avaliar alguma mancha ou pinta nova ou suspeita, mas sim por algum tratamento estético.

Ou seja, se ele não tivesse vindo ao consultório por conta de alguma queixa de ordem meramente estética, talvez não descobrisse tão cedo o câncer, levando ao seu agravamento.

Portanto, atenção para possíveis manchas e pintas, que podem ser bem mais do que simples sinais fruto do processo de fotoenvelhecimento. Observem o seu corpo e procurem um dermatologista em caso de qualquer suspeita, como mudança de coloração, formato, tamanho ou sangramento.Parte superior do formulário

As visitas regulares ao dermatologista podem evitar o câncer de pele, pois a doença será diagnosticada precocemente, levando ao sucesso do tratamento. O exame dermatológico da pele é fundamental, pelo menos, uma vez por ano.

Só um médico será capaz de fazer uma avaliação minuciosa de manchas e pintas, bem como o diagnóstico precoce de um carcinoma basocelular ou carcinoma de células escamosas (os tipos mais comuns de câncer de pele, porém menos agressivos) ou, mesmo, de um melanoma, o mais grave devido à sua capacidade de gerar metástase, o que não costuma ocorrer nos dois primeiros casos.

E cuidado redobrado com a exposição solar! Além de usar filtro solar diariamente (mesmo quando não for se expor diretamente ao sol), evitem os horários de pico do sol e usem óculos, viseiras e chapéus sempre.

Então, aproveitem o sol sem jamais esquecer a saúde da sua pele e a importância da prevenção!

Voltar