Por uma pele bonita e saudável em qualquer fase da vida

Infelizmente, em nossa sociedade, o conceito de beleza ainda é muito associado à juventude, mas é possível ter uma pele bonita e saudável em todas as fases da vida. Hoje as avançadas tecnologias disponíveis na medicina dermatológica nos permitem adiar os efeitos do tempo na pele, tratando-a de dentro para fora e minimizando rugas, manchas, sulcos, vincos, cicatrizes de acne e outras queixas frequentes no consultório.

O dermatologista deve ser visto como um aliado não só na busca pela beleza e juventude, mas, sobretudo, na busca pela saúde da pele!

O processo de envelhecimento é inevitável e natural do organismo, mas aliando pesquisa e alta tecnologia, é possível retardar os efeitos maléficos desse envelhecimento e manter uma pela bonita e saudável por toda a vida, não importando a idade biológica que se tem.

Envelhecer mantendo uma pele sadia, tratada, com viço, sem manchas e com rugas minimizadas. Envelhecer sem apagar as marcas do tempo, mas preservando a saúde da pele e tornando essas marcas menos visíveis. Envelhecer com orgulho de ser ver no espelho e se sentir bem para a idade que se tem. Envelhecer sem cometer excessos na eterna e equivocada busca pela juventude eterna. Envelhecer sem parecer uma ‘caricatura’ de si próprio.

Ao se conseguir isso, é hora de mudar o verbo a se empregar – de ENVELHECER para AMADURECER!

Temos que tirar da cabeça que ser bonito é somente ser jovem. É perfeitamente viável, por exemplo, ser uma mulher bonita e desejada aos 20 ou 30 anos, mas também aos 40, 50, 60 ou mais. Na corrida pelo rejuvenescimento a qualquer custo, muitas mulheres acabam exagerando na dose e transformando suas feições, perdendo a expressão e errando a mão nos preenchimentos e procedimentos afins.

Para se alcançar uma pele bonita, bem tratada e sadia quando se tem mais idade, o melhor caminho é recorrer à chamada dermatologia preventiva. Assim como as pessoas praticam exercícios para manter o peso e melhorar o sistema cardiovascular ou vão ao seu clínico geral ou cardiologista para um chek up anual, por que não estimular a produção de colágeno para manter também o viço, a firmeza e textura da pele?

As idas frequentes ao dermatologista, os cuidados diários em casa e o uso adequado de produtos prescritos por este profissional para cada tipo de pele, aliados a alguns procedimentos e tratamentos combinados em consultório são capazes de deixar pacientes com 50, 60, 70, 80 anos ou mais com uma aparência mais leve, saudável e feliz, o que vai melhorar a sua autoestima e influenciar na forma como essa pessoa se relaciona com o seu meio, seja em casa com a família, no trabalho ou socialmente. Este sim é o conceito e o caminho da dermatologia moderna.

Fundamental também lembrar que essa rotina de cuidados pode evitar o câncer de pele! Quando se faz visitas regulares ao dermatologista, é possível o diagnóstico precoce da doença. Além disso, os tratamentos renovam a pele fotodanificada, ou seja, degenerada pelo sol. Assim, evitamos precocemente, e também a longo prazo, o aparecimento do câncer de pele. As peles mais claras são as que sofrem mais com a exposição solar inadequada. Portanto, o exame dermatológico da pele é fundamental, pelo menos, uma vez por ano.

Cuide da beleza e saúde da sua pele e seja mais feliz na sua vida!

Voltar