Poros dilatados: causas, dicas e tratamento

Os poros têm a função de regular a hidratação cutânea. O calor estimula a produção das glândulas sebáceas e, no caso de peles oleosas, essa produção excessiva de sebo faz com que os poros se dilatem, tornando-se mais visíveis.
Poros abertos podem ser sinal ainda de uma pele saturada, ou seja, repleta de resíduos de maquiagem, impurezas, células mortas, cravos e produtos utilizados no dia-a-dia, que muitas vezes apresentam fórmulas carregadas de óleo, que podem agravar o quadro.

A exposição solar também tende a piorar o problema com o passar dos anos. Mas, nada de desespero! Existem hoje alguns tratamentos a laser e peelings em consultório, que podem ser combinados ao uso de medicamentos (como a isotretinoína oral) e conferem excelentes resultados.
Além disso, a adoção de produtos específicos para uso doméstico associados a alguns hábitos diários de limpeza, também pode ajudar a minimizar o problema.

Dicas para combater o problema no dia-a-dia
Fazer uma boa limpeza facial e retirar bem a maquiagem são fundamentais para prevenir ou, ao menos, adiar o problema. Na hora da limpeza, opte por sabonetes indicados para peles oleosas, em geral à base de ácido glicólico ou salicílico.

Durante o ritual de limpeza, evite usar materiais abrasivos como buchas vegetais, pois o atrito com a pele pode aumentar ainda mais os poros, deixando-os mais aparentes e suscetíveis às agressões do dia-a-dia. A esfoliação também deve ser feita de forma suave e, no máximo, duas vezes por semana.

Outra dica é não lavar o rosto com água quente, pois esse hábito dilata ainda mais os poros. Use de preferência água gelada quando lavar o rosto para contraí-los. O uso de loções tônicas ou adstringentes também pode ser indicado, dependendo da avaliação de um dermatologista.

Na hora de escolher o filtro solar – que deve ser utilizado diariamente mesmo por quem tem pele oleosa – evite produtos gordurosos ou espessos e dê preferência às apresentações em gel ou fórmulas oil free. Quanto aos cremes de tratamento, só um dermatologista poderá prescrever os mais recomendados para a sua pele.

Existem loções, por exemplo, que visam a reduzir a produção de oleosidade, além de promoverem uma leve esfoliação. Cremes noturnos com ácido retinóico ou ácido salicílico são ótimas opções.

Para o make up, uma boa dica é usar um bom primer, que deixa a pele mais homogênea, disfarçando imperfeições. A base a ser aplicada em seguida deve ser livre de óleo e, para finalizar, vale lançar mão de um pó matificante.

Tratamento: laser Genesis ND:YAG 1064nm
Indicado para o tratamento de poros dilatados, rugas finas, vasos pequenos, vermelhidão difusa e excessiva (rosácea) e textura da pele (aspereza), o laser ND:YAG 1064nm micropulsado (ou Genesis) age na camada intermediária da pele – a derme papilar – aquecendo-a suavemente e estimulando a produção de colágeno novo.

O procedimento também reduz a vermelhidão da pele, uma vez que parte do calor gerado é direcionada aos capilares dilatados.

Em média, são necessárias no mínimo seis sessões para alcançar um resultado satisfatório, sendo que o grau de desconforto para o paciente é mínimo e o tempo de aplicação é de cerca de 30/40 minutos por sessão.
Uma vantagem do Genesis é que ele não tira o paciente da sua rotina.

A grande maioria não relata nenhum desconforto ou efeito colateral, a não ser uma leve vermelhidão que some em algumas horas.

A técnica ajuda a restaurar o brilho e a aparência de uma pele jovem, suavizando a textura irregular e outros danos causados pelo fotoenvelhecimento, como manchas e cicatrizes de acne.

Clínica Dermatológica Paula Bellotti
Av. Afrânio de Melo Franco, 141 / 3º andar – Leblon – Rio de Janeiro
Tel.: (21) 2294-9514
www.paulabellotti.com.br

Voltar