Ulthera: única tecnologia de combate à flacidez capaz de atingir a fáscia muscular

A flacidez é uma queixa frequente no consultório, um efeito claro e bem nítido do grau de envelhecimento da pele. Para combatê-la, o que há de mais avançado e eficaz na área hoje é o Ulthera, um ultrassom fracionado que atinge não somente a derme profunda, mas o músculo, que, por sua vez, também sofre os efeitos do envelhecimento. Trata-se da única tecnologia existente capaz de atingir a musculatura.

Com o Ulthera, é possível tratar a face de uma forma global, da região ao redor dos olhos à redefinição do contorno facial. O Ulthera é também a única tecnologia já aprovada pelo FDA para tratar diretamente o músculo do pescoço, região em que os efeitos da flacidez costumam aparecer mais cedo, comprometendo o visual.

Aliado a ponteiras de alcance profundo, o Ulthera atua na chamada fáscia muscular facial, um tecido conectivo composto por fibras colágenas que conferem sustentação à pele. Ele age promovendo com seu calor uma injúria térmica na fáscia muscular e aí, durante o processo fisiológico natural de reparação dessa injúria, ocorre também a reparação e remodelação das fibras colágenas. Com o tempo, essas fibras vão sendo renovadas e observa-se uma maior contração da fáscia muscular, devolvendo à pele a firmeza de anos atrás.

Durante o procedimento, o paciente sente apenas um leve desconforto, mas nada que o tire da sua rotina, podendo retornar imediatamente às suas atividades.

Voltar